RENOVAÇÃO DE FROTA COM ENERGIA SUSTENTÁVEL, O MOMENTO PEDE E O MUNDO PRECISA

Responsável: Marcelo Rodrigues

Renovação de frota com energia sustentável, o momento pede e o mundo precisa.

A noticia recente que aponta que os níveis de poluição química já chegaram as zonas abissais nos remete a reflexão, verificando os estudos com crustáceos que suportam a pressão e vivem nos mais inóspitos locais onde a profundidade do oceano pode chegar a 11 km, mostram que eles tem em seu organismo materiais que foram proibidos há mais de 40 anos.

Com isso a nossa consciência deve ser extremamente voltada à reflexão de que devemos urgentemente rever nossas fontes de energia, principalmente as utilizadas pelas empresas de transporte rodoviário de cargas, o modal que representa aproximadamente 65% de tudo que se transporta no Brasil.

Visando uma nova categoria de energia de preferencia renovável, e, que se adeque a realidade financeira atual, digo isso porque temos hoje um déficit incalculável de valor de remuneração de frete onde não se justifica a renovação de frota e ainda por cima não há programa de renovação de frota por sucateamento, elevando ainda mais o índice de canibalismo, se assim posso chamar o que vivemos hoje no quesito tarifa de frete.

Para que haja uma renovação de frota necessária a atender a demanda no que diz respeito às questões ambientais e que não tenhamos nos estudos descritos acima o componente carbono que é o principal resíduo que emitimos, precisamos de uma renovação forçada pelo governo sucateando a frota mais antiga, para que esta frota dê lugar aos veículos mais modernos e estes com custos operacionais maiores em quantidade de itens disponíveis e mais caros em valores específicos forcem aos operadores a elevar os valores de frete para sustentar o negócio e com isso possibilitem a entrada de novos e melhores meios já existentes como veículos elétricos ou a etanol, ou até mesmo por dirigíveis para longo curso como já está em teste e poderá atender o norte do país considerando a falta de estradas.

Os meios citados já são realidade e deveriam ter nossos olhos voltados a eles, porém não são comercializados por conta dos elevados custos aliados a baixa demanda inicial que só se compensaria com pedidos iniciais de grande volume as indústrias montadoras de caminhões, que gerariam um circulo virtuoso em prol da sustentabilidade mundial e sem sombra de dúvidas trariam inúmeros benefícios a quem utilizar os referidos veículos no que diz respeito ao apelo ambiental.

Indústrias e empresas cada vez mais estão se preocupando com as questões ambientais e em algumas delas os quesitos referentes a compensações ambientais já são vistos pelos departamentos de analise de fornecedores de transporte rodoviário de cargas como um diferencial necessário no momento da contratação do transportador, isso nos remete que é mais do que justo que os empresários do setor se motivem cada vez mais a incrementar seus negócios de maneira mais sustentável.

Algumas empresas já adotam em seus quadros pessoas responsáveis a pensar diferente para ter implantado em vossos negócios meios diferentes e com isso saem na frente sempre que são pressionadas pelo mercado, sabendo disso meus amigos, comecem já a pensar e agir diferente e quem sabe os resultados sejam melhores.